28 de fev de 2008

Eu fiz esta peça com detalhes em crochê

2 comentários



Colar Vermelho RIO - Coleção 2008


Em linha Pingouin usei missangas, contas acrílicas , sementes de açaí, peças em madeira oriundas da India, receita de borboleta, de um forma diferente de fuxicos,de contas forradas em crochê e abusei da cor.


Espero que as amiga gostem e comentem.


Aguardem a versão em Branco com algumas misturinhas coloridas


Bjo


NALU

disfunção da“ATM” (Articulação Temporomandibular) ou “DTM”

1 comentários

Fatores Causais das Disfunções da ATM

São muitos os fatores etiológicos da DTM (disfunção temporomandibular). As causas mais freqüentes são:

Má oclusão
Má oclusão significa "mordida" inadequada. A má oclusão pode estar relacionada à discrepância de bases ósseas maxilo-mandibular ou à desarmonia dental. Como a manutenção da saúde da ATM depende de uma boa oclusão, potencialmente, todo portador de má oclusão é candidato a ter disfunção na ATM.
Traumatismos (macro e microtraumas) .


De acordo com estatística publicada no Journal of the American Dental Association (JADA 1990;120:267), os traumatismos (pancadas) são responsáveis por mais de 44% dos problemas de ATM.


Aceleração e desaceleração cervical (Whiplash)
Freqüentemente relacionado a acidente de carro (geralmente em batidas por trás), o brusco movimento da cabeça para frente e para trás causa estiramento e compressão dos componentes da ATM, traumatizando-a.


Excessiva abertura de boca
Todas as articulações têm limitações de movimento, e a ATM não é exceção. Quando, por razões diversas, a boca é mantida aberta de modo exagerado, poderá haver danos nos ligamentos, na cápsula articular ou provocar deslocamento de disco articular da ATM.


Hábitos parafuncionais
Alguns hábitos podem causar pressões inadequadas na ATM. A persistência de tais microtraumatismos leva a alterações intra-articulares, como: deslocamento de disco articular, alterações capsulares, ligamentares, diminuição de líquido sinovial etc.
Exemplos de hábitos parafuncionais: onicofagia (roer unhas), apertamento dental, apertamento de lábios, permanência de objetos entre os dentes, apoio de mão na mandíbula, etc.


Lassidão ligamentar
Algumas pessoas possuem todos os ligamentos das articulações relativamente frouxos (provavelmente por questões hereditárias) A lassidão ligamentar em si não representa problema; no entanto, sua associação com outros fatores predisponentes pode levar à disfunção da ATM.


Outros fatores
Alterações sistêmicas (por exemplo: artrite reumatóide), alterações morfológicas congênitas, discrepâncias estruturais maxilo-mandibular, stress físico e psicológico, alterações hormonais, entre outros.

Leia mais aqui sobre ATM e tratamentos e mais.

Estou lendo mais sobre ATM por estar enfrentando este problema.
Espero que a leitura acrescente algo mais para você também.
Abraços
NALU

15 de fev de 2008

CAMPANHA DA MANTA DA AMIZADE 2008

3 comentários
CONVITE

Venha participar desta linda Campanha para ajudarmos as pessoas mais carentes
aquecendo-as com peças e muito amor.

O objetivo do projeto Manta da Amizade para o ano de 2008,
será totalmente voltado para a ajuda ao próximo para doações.
Deveremos confeccionar vários squares de lã e linha,
coloridos ou de uma só cor, em tricot,
crochet, feltro ou outros tecidos, de tamanhos variados
ao gosto de cada uma, quem não for participante dos grupos de artesanato
mas quiser ajudar nesta campanha, deverá fazer contato com uma das moderadoras
para obter informações de como enviar seus squares.

Com esses squares iremos montar mantas, chales,
entre outras peças para orfanatos, asilos e hospitais.
Participe ! Envie seus squares para nós até o dia 10/06/08 e fique a vontade para escolher aonde quer participar

MODERADORAS - GRUPOS DE TRABALHO:

Grupo Flor do Campo - moderadoras Marisa e Glória Luz ( Grupo Trama Mágica)Marisa - marisagrupos@gmail.com e Glória Luz - mglorialuz@gmail.com

Grupo Violetas Azuis - moderadora Cyssa (Grupo Trama Mágica)Cyssa - cyssamangueira@gmail.com

Grupo Pedra Preciosa - moderadoras Juliana e Maura (Grupo Eu Faço Bijuterias) Juliana e Maura - juliana@bijuearte.com

Grupo Amigas da Ivy - moderadora Ivy (Grupo Trama Mágica e Amigas do Croche)Ivy - ( ivaniseivy@gmail.com )

Grupo Pérola Negra - moderadora Wanda Mirian Wanda - (
mineirabhuai51@gmail.com
)

Grupo Lírio da Paz - moderadora Bete - Elisabete Lima ( beteli4@gmail.com )

Grupo Do Sul - moderadora Nazir Peixer - Nazir ( npeixer@gmail.com )

Converse com as amigas, avós, tias e parentes para participarem fazendo squares de qualquer tamanho ou cor, assim vc estará fazendo parte desta Campanha que vai deixar uma pessoa bem feliz e aquecida.
NALU






Minutinho de Sabedoria

1 comentários
NÃO ESQUEÇA QUE BASTA UMA IDÉIA PARA MUDAR NOSSA VIDA PARA SEMPRE.
H.JACKSON BROWN


A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original. - A. Einstein.

Uma sexta-feira com sabor doce...
Eu fiz e testei o resultado... ah! você vai dizer!
Não deixe de fazer esta receita é "Maravilhosa"
Bjos
Nalu

Desmaiado

Ingredientes
Para o pudim2 pacotes de pó para maria-mole (sabor coco)2 xícaras de água fervente (se quiser, use como medida a própria lata de leite condensado em vez de xícara)1 lata de leite condensado2 latas de creme de leite1 vidro pequeno (200 ml) de leite de coco
Para o caramelo2 xícaras de açúcar1 xícara de água fervente

Modo de preparar
Pudim
Dissolva o pó para maria-mole na água fervente e coloque no liquidificador junto com o leite condensado, o creme de leite e o leite de coco.
Bata até a mistura ficar bem lisa. Reserve.
CarameloNuma panela, coloque o açúcar e leve ao fogo. Quando estiver derretido, com cor de caramelo, junte a água quente, abaixe o fogo e espere formar uma calda.

Montagem
Distribua a calda em catorze forminhas ou tigelinhas de vidro pequenas. Por cima, coloque a mistura de maria-mole. Leve à geladeira e deixe por pelo menos quatro horas. Desenforme e sirva bem gelado. (A minha dica é levar a geladeira por meia hora e depois no freezer por 15 minutos) afinal não dá para resistir a Gula.

8 de fev de 2008

Prêmio que recebi

2 comentários

Recebi da querida amiga Nely Castro que o recebeu da Lu que havia ganho da Tica e que foi criado por Esey do Blog Art y Pico
Agradeço este lindo presente por considerar meu Blob digno deste premio.

Regras:
1) Deves escolher 5 blogs que consideres merecedores deste premio por sua criatividade, desenho, material interessante e contribuição a comunidade blogueira, sem importar seu idioma.
2) Cada premio outorgado deve ter o nome do autor e o link do seu blog para que todos o visitem.
3) Cada premiado, deve exibir o premio e colocar o nome e link do blog da pessoa premiada e o link da pessoa que ofereceu o premio.4) Premiada e premiadora, deve exibir o link de Arte y pico, para que todas saibam a origem deste premio.)5 Exibir estas regras.

Repasso para os seguintes Blogs por considerá-los criativos e com contribuições valiosas.

Cyssa - http://www.createforum.com/phpbb/posting.php?mforum=cyssamangueira
Sonia - http://falandodecrochet.blogspot.com/
Luci - http://crochecachecois.fotos.net.br/
Gloria - http://artesemaniasdagloria.blogspot.com/
Paula - http://arteseideiasdapaula.blogspot.com/

Bjos
NALU

7 de fev de 2008

Estresse também tem seu lado bom

0 comentários
Rio - Considerado pela Organização Mundial da Saúde como a maior epidemia mundial do século XX, sendo responsável por 50% das mortes no mundo e representando fator de risco para doenças como as cardíacas e o Mal de Alzheimer, o estresse é o grande vilão da saúde, certo? Não necessariamente. Uma corrente de pesquisadores internacionais defende os aspectos positivos do estresse. "Níveis normais de hormônios do estresse promovem o armazenamento de memória”, defende Bruce McEwen, chefe do laboratório de Neuroendocrinologia da Universidade Rockefeller (EUA).
No Brasil, a psicóloga e consultora em gestão de estresse e qualidade de vida, Preciosa Fernandes, alerta que o estresse tem sido visto apenas sob a ótica negativa. “Em doses normais, os hormônios do estresse ajudam a tomar decisões com rapidez e a enfrentar desafios. A maioria das pessoas não percebe que o fato de sentir-se bem, satisfeito com seu trabalho e criativo, também é resultado do estresse”, afirma a especialista.
Para Preciosa Fernandes, é preciso saber diferenciar as duas faces do estresse: a negativa e a positiva. “Existe um grau de tensão inevitável, que faz parte da vida, responsável por fazer o ser humano reagir, se adaptar e sobreviver. Hans Selye, primeiro médico a definir o estresse, em 1936, já falava sobre esse aspecto benéfico. Sem o estresse, a vida não é possível”, diz a psicóloga.
Responsável por ministrar treinamentos sobre estresse em grandes empresas, a especialista explica que há relação direta entre o nível de estresse e a produtividade. “Quando passamos por uma situação de muita pressão, o organismo libera hormônios que ajudam a aumentar a nossa capacidade de reação e melhorar o nosso rendimento”, explica.
Estudos recentes demonstram que um grau adequado de estresse aprimora a atenção, a criatividade, a concentração e a memória. “Basta analisar a própria fisiologia humana. Para garantir que os eventos estressantes fiquem gravados na mente e produzam lembranças fortes, o hipocampo é uma região do cérebro cheia de receptores para a hidrocortisona, hormônio produzido pelo estado de estresse”, conta Preciosa Fernandes.

Perigo está no exagero
Segundo a psicóloga, o problema acontece quando esses hormônios estão em excesso no organismo. “Por períodos longos e a níveis elevados, a hidrocortisona deixa o hipocampo vulnerável, podendo prejudicar os processos cognitivos. Se o estresse não for reduzido e o organismo não retomar o seu equilíbrio, a produtividade entra em queda e a imunidade começa a se fragilizar”, afirma.
O estresse pode ser dividido em três fases: a do alarme, quando o corpo reconhece o agente que o afeta e tenta enfrentá-lo; a da tolerância ou resistência, quando o organismo tenta se adaptar e retomar o equilíbrio anterior; e a do esgotamento, quando a pessoa não consegue manter a harmonia anterior, passando a viver sempre num estado de excitação nervosa.
Quando os agentes estressores – violência urbana, correria, excesso de trabalho, trânsito caótico – sobrecarregam fisiológica e psiquicamente o organismo, a adrenalina e a cortisona, liberadas para lidar com eles, se acumulam e, o que, a princípio era remédio, se transforma em ‘veneno’. Sintomas como ansiedade, tensões muscular e psíquica, palpitação, boca e gargantas secas, perturbações digestivas, dores de cabeça e no pescoço, cansaço e perturbações no sono se tornam comuns.
Na fase mais avançada ocorre a queda do sistema imunológico e surgem as doenças específicas: resfriados e gripes constantes, doenças infecciosas, gastrites, infarto, hipertensão arterial, depressão e fobias. “O estressado se transforma, entre outras características, numa pessoa ansiosa e repetitiva, atormentada por preocupações, o que torna difícil e complexo o relacionamento com os outros e com o ambiente", assegura a psicóloga.

Controlando o estresse
Esses problemas podem ser evitados através do gerenciamento do estresse. “Existem formas de atenuar e manter a tensão dentro do limite em que é vantajosa e fonte de energia para o dia-a-dia”, garante Preciosa Fernandes. Alimentação equilibrada e prática regular de exercícios físicos são medidas indicadas quando se diagnostica o estresse. “Para que o estresse seja positivo é preciso ter boa saúde. É como um elástico: se for forte e de boa qualidade, depois de esticado, ele agüenta a tensão e volta ao normal, sem se partir”, compara a especialista.
Exercícios de respiração e meditação também desempenham papel fundamental na redução de adrenalina e cortisona, presentes em altas doses no estressado crônico, pois estimulam a produção de endorfina, tranqüilizante e analgésico natural fabricado pelo cérebro. “É como se você estivesse tomando um comprimido contra a ansiedade, só que o efeito vai vir da sua própria farmácia interna. Da mesma forma que o organismo lança na corrente sangüínea hormônios do estresse, ele também estimula a produção de substâncias calmantes e analgésicas”, conclui.
A programação neurolingüística (PNL) também auxilia no controle do estresse. Segundo o educador do Instituto de Neurolingüística Aplicada (INAp), Sandro Pereira, a PNL ajuda a mudar os estados mentais, fazendo com que a pessoa acesse seus recursos internos, necessários para administrar melhor o estresse. “Nem todo estresse é ruim. Na verdade, precisamos dele para sobreviver e alcançarmos as metas que desejamos”, avalia.

Recebi hoje esta reportagem e estou postando para que todos possam ler e entender melhor sobre o estresse.

Bjos
NALU

3 de fev de 2008

FUXICOS EM CROCHE

0 comentários
Se você gosta de desafios você é das minhas ... risinhos.
Vamos fazer um fuxico diferente que vi em uma receita de Colar.? Então venha fazer parte do grupo que adora desafios.
Trabalhando juntas afinal duas ou três cabeças ou mais ... pensam melhor. Então... Vem!
Nalu

1 de fev de 2008

ADORO MENSAGENS!

0 comentários

"As melhores coisas da nossa vida
Se Apaixonar.

Rir até sentir o rosto doer.

Um Banho Quente.

Um Supermercado sem filas.

Dirigir numa estrada Bonita.

Escutar sua música preferida.Um banho de espuma.

A praia.Achar uma nota de R$10 na blusa do inverno passado.

Rir de você mesmo.Ligações meia noite que nunca terminam.

Ter algum pra dizer que você bonita (o).

Ouvir acidentalmente algum falar bem de você.

Acordar e perceber que ainda faltam algumas horas pra dormir.

O primeiro beijo.

Beijar na boca.

Bons sonhos.

Chocolate quente.

Ter calafrios ao ver "aquela" pessoa.

Ganhar um jogo difícil."

E abraçar as amigas queridas que nos estimulam e deixam seu carinho.

Bjos

NALU